E quando tudo começou...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Duros Caminhos X Escolha Segura

Mais uma vez pensei por nós dois
Em não querer te ouvir e desaparecer
Acho que fiz a escolha certa
A que deveria ter feito a mais tempo
Sumir levando o tempo e o vento
Que me trazia de volta a você
Fomos feitos um pro outro
Em tempos tão longínquos
Que mais uma vez fizeram a diferença
Não só em uma das partes
Mais agora nas duas
Nada para o tempo que teima passar
Afastando-nos cronologicamente
De todas as formas
Falou em mim no começo
Depois falou em você
E somente agora pude entender
A gravidade dessa união tão oposta e nunca imposta como pensei que era
Serão agora somente lembranças que serão congeladas
E vividas em nossas mentes
Para mim como uma doce lembrança
Para você como uma doce aventura
Acordei de um sonho em meio a uma estrada deserta num dia não muito bom
Cheio de desafios e inconstâncias
A vida muda as pessoas e não suas experiências (acho)
Aprendi os limites através de você e por você.
Por isso continuarei meu caminho levando o tempo e o vento
Em meio uma multidão de adoradores
Que não consigo enxergar.

Malu Freitas
Fotos: Google

Bleeding Heart - ANGRA

Um dia fui assim....
Bleeding Heart
[Music: Edu Falaschi / Lyrics: Rafael Bittencourt]

Uma bela música da Banda Angra que eternizarei aqui no meu blog como símbolo de tudo que vivi na busca de ser uma pessoa melhor para um alguém que tanto buscou ao meu EU e que quando teve em suas mãos se transformou no meu maior carrasco.

Malu Freitas

fotos: Google

Amor X Sexo

Me roubastes para ti
Numa fúria vísceral
Tendo-me de muitas formas
Conheceste meu Sexo
Nunca viu meu Amor
Se repreende pelos prazeres da carne
E pede perdão a Deus
Por ter deitado com a Jezebel
A versão femina do Diabo
Sim, tenho o Diabo na carne
E o amor incondicional no coração
Amo e desprezo
Quem numa atitude desenfreada me despreza
Tenho meus defeitos
Mais também minhas qualidades
Que só viu no começo para que servisse de degrau
Para sua lúxuria em ver-me desnudada em meus sentimentos por ti
A mulher fria que se debulha de amores e palavras
Foi dominada, domada, exibida como uma peça rara
Que o dominador exibiu á todos como uma conquista
Do seu nobre Ego
E que poderia se desfazer a qualquer momento
Como a jóia que um dia tentou me devolver
Mais deixastes cair no chão.

Malu Freitas
Fotos: Google

Observatório da Alma

Tenho sentido minhas forças levadas
Por meios e ventos que nunca consigo dominar
Sinto-me observada e as vezes criticada de forma errônea
Sem poder me abrir a você que se mostra como meu ouvinte
Sei que se preocupas comigo
Me liga e me pergunta como vai meu trabalho
Escuta minha voz triste e sempre perguntas o que mais escondo
Nada justifica meu comportamento para contigo meu amigo
Tenho consciência disso e as vezes tento começar meu desabafo.
Mais existem coisas que jamais saberá
Detalhes que iriam ferir-te
E mesmo sendo um amigo do "ben"
Prefiro ter-te da forma que acho melhor
Na forma de amigo onipresente quase todos os dias
Em meio as horas em que resolvo me alimentar
Muitas coisas contribuiram para este mau tempo
Mais mesmo como um bom observador da minha alma
Que tenta trazer para mim as melhores notícias
E os melhores sons, não dá para segurar.
Acabo correndo de ti também.
Deixe-me sozinha e tudo ficará melhor
Enfrentarei os exércitos da discórdia
O mau tempo, a má sorte
Do meu jeito e a toda sorte
Para que um dia possas observar minha alma
Mais limpa e aliviada.

Malu Freitas

foto: Google

Minha Forma de Amar...


Amo do jeito que acho certo
Com minhas reservas
Com meus pensamentos
Minha sensualidade mal compreendida
Meus sentimentos em forma de escritos
Sou os quatro elementos unidos em um só.
Não vejo frieza em minhas atitudes
Apenas lucidez mesmo na forma insana
Quando resolvo entrar de cabeça
Nem sempre a piscina está cheia
Bato a cabeça, desmaio e quando acordo novamente
Espero estar viva, apenas com leves sangramentos.
Não assumo compromissos de fachada
Jamais me relacionarei se não existir amor entre ambos
Quando acaba sofro, escrevo, quase morro
Mais penso e logo existo!
Não trato de forma fria os sentimentos alheios
E sei que nenhuma das partes serão vítimas ou culpados
Não me escondo atrás das grades, nem me sinto criminosa, nem tampouco condenada
Criticada sim!
Quem não amou o outro não percebe seu sofrimento. Não amou!
E vejo o sofrimentos quando não há condenações á parte.
Nem sofrimentos de cortes e hematomas
Mais os sofrimentos que buscam observar que nos seus piores dias
Aquela mulher com quem se deitou e te falou verdades
Sofre, chora talvez, não só pelo amor grande perdido.
Mais por muitas razões sobre a qual não poderá dominar, nem aliviar
Um homem que ama não decide pela sua mulher.
Combina com ela como deveria ser melhor para os dois
Acordos verdadeiramente sentimentais nenhum jurídico sabe tentar
São formais demais para saber o que é o amor
Se escondem por trás de suas próprias leis.
Um homem que conhece sua amada saberá o que virá dela
O que se passa com ela e como deverá lidar com ela.
Uma mulher que se sente magoada
Parte em busca de sua auto-condenação, vaga pelas noites
Na busca da sua própria solidão
Para que numa dessas noites
Onde sua alma e seu corpo
Possam se entregar a alguém.
Na esperança possa trazer de volta
A Minha Forma de Amar

MALU FREITAS
FOTOS:GOOGLE

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Lembranças tatuagens na alma

Um dia tive orgulho de ti. Te vi com olhos que não seriam carnais
Vi na sua aparente maturidade
O medo de me ver em seus braços. Só queria estar na sua mente
Todos os meus olhos foram para ti
Embora talvez não pensasse assim. E meus pensamentos ...
Ah! Foram para ti e no que estava fazendo contigo
Noite perdidas enfrente a uma tv vendo filmes que nem sabiam sobre o que eram
A pensar no que tinha feito, dito, pensado ou te feito pensar
Até que um dia... Resolvi mudar. Peguei meus melhores poemas
Postei mais nem cheguei a dar o melhor de mim
Por que no amor não se dá o melhor de si
Se faz o melhor pelo próprio instinto de amar o outro
Sou altruísta e priorizo quem me prioriza
Então, lembrei que não tinha trazido comigo minha proteção
Nem sequer blindei meu coração
Tomei um tiro e não uma flechada do cupido
Ele me abateu e junto a mim caíram suas asas
Asas de um anjo que um dia entrara na minha vida
Não com promessas mais com sentimentos reais que me levariam
A buscar aquela mulher perdida entre trevas
Caí agora, levantarei sim. O tempo será o curador das nossas almas.
E a certeza que Amores Impossíveis tem realmente seus dias contados
Pela indecisão, pela vergonha da demonstração dos verdadeiros sentimentos
E pela falsa idéia de que se tem alguém para sempre.
Um dia não lerás nada sobre o fato, pois outro amor fará parte da sua vida.
Talvez alguém que te entenda, que não seja tão complexo
Mais espero que seja tão apaixonada quanto eu sou
E que não tenha medo de dizer isso
Quando tive medo simplesmente fui condenada por isso.
Me redimi e mesmo com medo do ímpossivel, do rídiculo
Falei aos quatro ventos quem eu te amava
Gritei seu nome por todos os lugares
E encontrei apenas as portas do seu coração indeciso fechadas
Me senti apenas uma lembrança
Isso é uma dor que não se apaga fácil
Mais uma dor que um dia irá passar para dar lugar a uma vaga lembrança
Que no meu coração não será de rancor, nem ódio
A fúria é cega sim. Mais não será eterna...
QUEM AMA OU AMOU JAMAIS ODEIA!
Apenas se protege cada vez mais de forma
Que não será qualquer um
Que quebrará esta blindagem
Que um dia você com seu amor de momento quebrou.


Malu Freitas
fotos:Google

Amor X Amizade



 
Uma carta de amor

Quando quis mostrar aos meus amigos
O quanto mudei ao sair da ostra
Encontrei uma borracha que apagou minhas palavras
De carinho e reconhecimento por um dia tão lindo que tive contigo.
Apagastes uma parte da nossa história para que não houvesse vestígios
De sua estada em meu coração e da minha visita ao seu.
Uma história que poderia ter sido de cumplicidade e amizade
Talvez de amor ou quem sabe de apenas amantes
Não sei mais...


Quando em agonia por inúmeros problemas
Procurei teu colo, só achei incompreensão
O desencontro e a sua idéia de que tudo sempre foi assim...
Como uma perda de tempo
Quebrastes os cacos da jóia que me destes.
Palavras são palavras e atitudes são eternas
Me ter por tanto tempo, tentando me fazendo pensar diferente
Foi satisfação de um ego...Capricho...
Senti-me um bicho exótico que se tem e depois livra-se dele
Quando não lhe serve mais
ou quem sabe um belo pavão que de repente resolveu mostrar os pés.
Não sei mais...


Tanto tempo à espera de um golpe que não pode dar pessoalmente
Talvez por falta de coragem
Claro, que me sentiria expulsa, extirpada e apagada de uma vida
Sem direito a escolher quem deveríamos apagar.
Mais você se encarregou dos dois.
Agora como sempre a culpa é minha.
Não, não foi...A culpa pode ter sido nossa.
Mais agora não interessa...
Eu já sei demais...


E nada irá apagar essa dor que está congelando
Em sentimentos frios e imagens remotas
Do que foi e da forma que foi
Não penso mais no que poderia ter sido
Pois tive o melhor e o pior da mesma pessoa
Mais como muitas pessoas gostam de mim
Prezam minha amizade
Perceberam que mesmo lendo meus textos uma vez ou outra
E não todos os dias...Que eu estava triste
Perguntaram por que...
Certos assuntos não pude contar aos outros como esse...
Não tive coragem...Seria reviver a cena do crime
Onde a mocinha recebe a facada do seu herói
Mais sei o que fazer...


Voltarei a minha ostra
Dormirei por um tempo
Aproveitarei a beleza do mar
Chorarei e sorrirei nos braços dos amigos
E por fim tentarei sair da casca novamente.
E não esperar que outro me tire dela e me exponha
Como o joalheiro que encontrou a pérola.
Como você o FÊz


Malu Freitas
fotos: Google

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

"SUSPENSÃO" DOS CACOS


Um dia alguém catou os cacos do meu coração
Juntou-os todos e pôs a sua vista
Viu o que poderia fazer com eles...
Pensou em roubá-los por capricho:
REALIZOU!
Pensou em restaurá-los
Exibí-los em um portal gigante
Onde todos pudessem ver do que seria capaz
Sentí-lo, observá-lo, expô-lo como em praça pública:
E O FEZ!
Mais o egoísmo foi maior
E assim como juntou, suspendeu
Como nos profissionais de suspensão
(Que sentem prazer em fazer isso)
SUSPENDEU SUA OBRA AINDA COM POUCA COLA!
O mais alto que pode para que todos vissem
Um coração exposto, descoberto, em cacos,
Ainda batendo numa fúria cega
Por ter sido exposto a olhos dos que jamais o entenderiam
AGORA OS CACOS SE ESTALAM
DESPRENDEM-SE
ESPERO QUE AO CAIR NÃO MACHUQUE NINGUÉM
QUE AO PASSAR POR DEBAIXO DA OBRA
SEJA ATINGIDO POR UM CORAÇÃO PARTIDO
OU TALVEZ PASSE E...
CATE CACOS POR CACOS
E FAÇA DO MEU CORAÇÃO PARTIDO
UM LINDO MOSAICO

MALU FREITAS
foto: google - Coração Partido por Ana Ferreira

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Mundo das Ninfas


Como um Mundo de Sonhos
De simples valores que comungam com minha natureza
Habito paraísos diversos
Mundos Meus... Mundos Seus...
Hospedo seres diversos
Dos celestiais aos infernais
Na esperança de sempre tentar convertê-los
No inverso das suas naturezas imortais
Desejo que cada um prove dos seus céus e seus infernos
Desejo que troquem sempre de lugar
Como meus queridos mortais
Que sempre provam o doce e o amargo
De suas atitudes
A mim cabe apenas ajudar sem julgá-los
Aos que tentam de uma forma ou de outra
Fazer o certo
E apenas compreender
Aqueles que desejam fazer o errado.

Malu Freitas
fotos: Google

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Apenas um rosto...


Não serei para ti apenas um rosto
Nem uma ilusão
Serei carne, sangue, olhar, sentimento
Paixão...
Talvez um sorriso
Ou quem sabe uma lágrima
Derramada em meio a multidão...
Mais enquanto estiver aqui...
Serei sempre
Alguém e não um bicho exótico.

MALU FREITAS

Fotos: Google

Caçador de Ninfas

Suga-me inocência
Com suas magias
Seu poder oculto
Aparece na noite
Sorrateiramente homem
Em forma de serpente
Abraçando-me, dominando
Todo meu ser

Como Ninfa mais pura das espécies
Percebi seu domínio
Tomando para si
Minha doce inocência
Me transformou em Natureza
Erótica e vil

Libidinosa fonte bebi
Agora estou...
A espera da cura
Vago desesperadamente pela noite
Buscando a inocência perdida
Roubada pelo Mago Cruel
Assim que me libertar
Ao Paraíso das Ninfas poderei voltar
E minhas asas vou recuperar.

Malu Freitas
Fotos: Google

Em seus braços...

Um anjo se aproximou de mim.
Carregou
minha alma e tomou para si
Como num sono profundo

Me entreguei aos poucos

Me deixando envolver pela malícia dos seus desejos
Ópio que vicia, entorpece.

Em meio sinistros aparece-me em sonhos

Roubando a paz noturna
Parece abraçar-me, cheirar-me o pescoço

Vampirizando minha alma até nos momentos mais tranquilos
Nobre anjo noturno e sua magia

Ainda mesmo sendo dia
Segue descobrindo todos os meus segredos

Desde quando me despertou de um sono

Para vê-lo no raiar do dia

Ao meu lado na cama como se fosse real

Sinto-te como vento em meus cabelos

Tão real quanto a sombra que te acompanha

Muitas vezes sinto-me carregada em teus
braços
Mesmo quando não estás aqui.

MALU FREITAS
fotos: Google

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

ETERNA PAIXÃO

EM MEIOS A ESTUDOS, FARRAS, FALTAS, BEBIDAS, AMIGOS QUE HOJE AINDA CURTEM MUITO E QUE FAZEM SOM DE "RESPONSA", ZOEIRAS, EXISTIA MINHA PAIXÃO:
KISS
E SUA ERA DIABÓLICA...RS.
TEMPOS DE SAUDADES
MUITAS RECORDAÇÕES
CASA DE NANKA (AMIGA LOUCA PELO KISS)
HOJE SUBSTITUÍDAS POR AMIGOS COVERS
LEMBRANÇAS QUE NUNCA SE APAGAM
QUANDO ERA APENAS ADQUIRIR CAMISAS PINTADAS A MÃO PELO MEU IRMÃO
QUE HOJE UMA MÁQUINA REPRODUZ CENTENAS..MILHARES...INDUSTRIAL, NÃO?
NAQUELA ÉPOCA MINHA CAMISA ERA A ÚNICA
PELA ESTAMPA E PELA BOA VONTADE DE UM IRMÃO EM PINTÁ-LA.

TEMOS MODERNOS....SNIFF!

MALU FREITAS

CARTA A UM AMIGO NAS TREVAS DO CORAÇÃO...

Procurei caro amigo sua Lua no céu
Não achei, mas se eu vê-la novamente
Com certeza pedirei que escolha
Entre o Céu e a Terra e levar-te com ela
Eu aqui sozinha sob essa lápide fria
Inexistente aos olhos humanos

Como numa criação da minha imaginação
Na crença do amor eterno, muitas vezes vivendo amor incerto
Como uma escrava do amor em meio aos infortúnios a toda sorte
Quero-te feliz e completo junto a sua linda Lua
Tantos momentos serão eternos
Mais nunca pensei que esse poderia ser tão eterno para você.
Sua dedicação eterna em pró de um amor tão inconstante.
Me faz lembrar de mim e meus amores impossíveis
Inconstantes... Mais o que seria um ser que nunca dispara o coração?
Então, prefiro assim, estar e a cada amor me apaixonar até que role a última pedra.
Espero que sua Lua volte a brilhar sempre perto de ti
Ou que outro encanto do mesmo peso ou melhor que o da Lua
Apareça e te faça sorrir, sonhar, escrever mesmo em dias ruins como estes.
Meu Poeta Querido

Chamado: AMOR

MALU FREITAS
FOTO:GOOGLE

Omissão dos Pecados

Não omito os meus pecados, nem meus instintos
Nem ao menos meus anseios e desejos
Me convença que sua mentira é sua maior verdade e tentarei dar-lhes absolvição.
Minha maior crença é na verdade que cada um de nós, resistirá na lealdade aliada ao amor

Sem ela não existe fidelidade e restarão apenas traições e inverdades.

Segue-te sempre seu caminho em verdade consigo em lealdade comigo
E seguirá sempre altivo diante dos meus olhos

Ser leal é diferente de ser fiel
Sou leal, jamais omitiria meus delitos ou intenções, mas jamais prometo ser fiel
Por ser fidelidade o resultado da chama do amor que você mantém acesa em mim
Devemos ser fiéis aos nossos desejos para isso sua chama arde em mim.

Não me importa o tempo, nem a distância dos teus olhos
Nem o toque de seus lábios e nem mesmo a lembrança do seu sorriso
Me importa apenas que sejas inteiro e presente
Nos meus pensamentos, p
ois caso deixes de pensar em ti
Limitarei em apenas dizer-te
Em uma só palavra...

ADEUS MEU AMOR

FOTO: GOOGLE

terça-feira, 14 de outubro de 2008

DAMA DA NOITE

COMO A DAMA DA NOITE
MEU PERFUME SE MISTURA AO SEU
INVADE NOSSAS ALMAS
CEDENDO AOS NOSSOS DESEJOS
ACARINHA NOSSOS CORPOS
ILUDE, ENTORPECE, ENLOUQUECE, DESNUDA
A FACE OCULTA DO MEDO
SEDENTA DE DESEJO
NA BUSCA DESTE CHEIRO
INEBRIANTE DO SEU PESCOÇO
MEU OLHAR DIANTE DO SEU
UM ENCONTRO QUE SÓ FOMENTA
VONTADES DIGNA DE UMA DAMA E UM CAVALHEIRO
MESTRES DOS DESEJOS SOMBRIOS
E DA DAMA DA NOITE

MALU FREITAS
FOTOS: http://www.spectrumgothic.com.br/home.htm

Cruzando os Umbrais

Após seu beijo mortal
Meu ser cruzou os umbrais
Do pecado e da solitude
Lançei-me ao caos da solidão
Da Vida Eterna enterrando minha luz
E nascendo para a eternidade sombria
Temo a sorte que tive voltar a brilhar
E mesmo assim, acordar desse sono profundo
Ao qual me deixastes na dúvida que me cerca entre me entregar
Ou resistir aos seus cuidados de Mestres dos Desejos Sombrios
Mestre da Noite que me beija a fronte
Segura firma este lindo pescoço, sugando até a alma
Num doce vício, meio erótico, meio insane
Sinto a morte a cada beijo, cada sugada
Se esvaindo até a penúltima gota

Do sangue que ainda mantém meu corpo vivo.
E mesmo assim, ainda me batendo entre sussuros abafados
Sinto o prazer que vem das minhas entranhas ainda quentes e úmidas
Tenho a sorte de ser parte da sua sensatez em manter-me viva
Ainda em seus braços, tremendo entre o medo e a sensação
Da delícia de ser possuída pelo Mestre dos Desejos Sombrios.

Malu Freitas
foto:http://www.spectrumgothic.com.br/home.htm

A Andarilha Solitária

Como uma andarilha solitária
Em busca do meu prometido
Vago nas noites em busca do meu sangue perdido
Sentindo seu perfume
Seus passos pela noite eterna
A procura dos teus beijos profundos
Seu toque
Minha cura, sede, fome
O pescoço clama pela sua visita
Minh´Alma anseia seus cuidados de Mestre
Oh! Doce Mestre das Noites
Apareça ao ocaso sol e ao nascer da noite
Onde mora Lua Cheia dos andarilhos
Meu Ser Eterno...
Sentirei sua presença a cada pensamento
E a cada pensamento seu...O Meu
Minha Presença na busca da noite perfeita
Para a Andarilha Solitária

Malu Freitas

Foto:http://www.spectrumgothic.com.br/home.htm

domingo, 12 de outubro de 2008

Infância...

Como a última criança... Vivi só, brinquei só, chorava só.
E pensava...pensava...pensava
Depois perguntava...perguntava...perguntava
Mais nunca gostei de quem me deixava sem respostas
Então, quando pude sair da toca sem ser vista
Fui em busca de respostas...
Até fugi de casa. Não cheguei a lugar nenhum e continuei sem respostas
Busquei em mim minhas respostas
E como sempre busquei tudo sozinha
Acostumei a arrumar a minha casa mental
Será que deu certo? Não sei...Nunca vou saber!
Sempre quis pensar junto, pois erámos seis
Mais cresci ouvindo: Você tem que crescer, se resolver, se arrumar
Sempre de uma forma docemente cruel
Quando chegava perto dos meus amigos
Nunca tinha coragem de contar nada
Por que eles estavam sempre ocupado em contar seus grilos.
Mais hoje cheguei a uma conclusão...
Meu jeito infantil esconde muitas vezes meu jeito mais adulto.
E assim, vou vivendo, curtindo e crescendo.
Como hoje Dia das Crianças que joguei areia no meu amigo em meio a risos que a dias não saiam dos meus lábios.
E disse a ele que a minha infância nunca vai passar
Nem quando tentam me modificar. Ainda sou

Uma Louca Criança
Malu Freitas

Lágrimas de Sangue

Um dia ouvi este termo: "Menina você me faz derramar lágrimas de sangue".
Não sabia se ria ou chorava, pois vinha da boca do meu genitor
Mais o que se esperar de alguém: Que nunca plantou, só colheu?
A partir daí resolvi usá-la também, mas de outra forma:

Não queria ser lágrimas de sangue
Quando poderia ser de alegrias
Não escrevo o ódio, só o amor
Não escrevo a desarmonia
Só sei escrever o contrário
Não vivo a mentira somente a verdade...
Não sei o que é desilusão, mais sei o que é e será a decepção.
Mais nunca fico mal apenas fico triste
Quando tudo dá errado penso no que um dia li:
"Nada se Tem, Nada se Perde!"
Talvez não queira ser joguete do destino
Então, tento manipulá-lo.
Mais com certeza nesta simples brincadeira
De tentar ter o controle das minhas emoções e sentimentos
Talvez eu derrame algumas gotas das

Lágrimas de Meu Sangue

Malu Freitas
Fotos : Google

Pandora Sou

Como Pandora Sou...
Possuo todos os dons, ou o dom de todos os deuses.
Fui a primeira mulher criada por Zeus como punição aos homens
Pela ousadia do titã Prometeu em roubar aos céus o segredo do fogo.
Aos 9 anos de idade, recebi de presente de meu pai o colar
Usado por Prometeu que foi retirado dele ao pagar a sua pena por roubar o fogo dos deuses.
Então, arranjei uma caixa para pôr meu colar
.
Na mesma caixa em que guardei na minha mente as lembranças de meu primeiro namorado, cujo nome era Narciso.
A caixa podia apenas guardar bens de todo o tipo...
Com exceção de bens materiais.
Como o colar era um bem-material, ele se auto-destruiu.
Para mim o colar tinha valor sentimental;
O que me fez chorar por muitos dias seguidos sem parar.
Como a caixa guardava lembranças com a intenção de sempre recordar-las ao "dono".
Me se sentia sempre triste.
Tentou destruir a caixa para ver se ela me ajudaria esquecia do fato
Mais não funcionou.
A caixa era fruto de um grande feitiço
Que a impedia de ser destruída.
Agora então, aos 36 anos me matei.
Não aguentei viver mais de 27 anos com aquela "maldição".

"A caixa de Pandora é uma expressão muito utilizada quando se quer fazer referência a algo que gera curiosidade, mas que é melhor não ser revelado ou estudado, sob pena de se vir a mostrar algo terrível, que possa fugir de controle. Esta expressão vem do mito grego, que conta sobre a caixa que foi enviada com Pandora a Epimeteu. Pandora foi enviada a Epimeteu, irmão de Prometeu, como um presente de Zeus. Prometeu, antes de ser condenado a ficar 30.000 anos acorrentado no Monte Cáucaso, tendo seu fígado comido pelo abutre Éton todos os dias,alertou o irmão quanto ao perigo de se aceitar presentes de Zeus. Epimeteu, no entanto, ignorou a advertência do irmão e aceitou o presente do rei dos deuses, tomando Pandora como esposa. Pandora trouxe uma caixa (uma jarra de acordo com diferentes traduções), enviada por Zeus em sua bagagem. Epimeteu acabou abrindo a caixa, e liberando os males que haveriam de afligir a humanidade dali em diante: a velhice, o trabalho, a doença, a loucura, a mentira e a paixão.
No fundo da caixa, restou a Esperança (ou segundo algumas interpretações, a Crença Irracional ou Credulidade).
Com os males liberados da caixa, teve fim a Idade do Ouro da Humanidade.
Pode-se perguntar quanto ao sentido desta lenda: por que uma caixa, ou jarra, contendo todos os males da humanidade conteria também a Esperança?


"SINTO-ME FRUTO DA CURIOSIDADE DAQUELES QUE APENAS DESEJAM SABER O QUE É ESTAR COM ALGUÉM TÃO DIFERENTE E COM IDÉIAS TÃO DIFERENTES MAIS PRESA A UM SENTIMENTO DO QUAL NÃO CONSIGO ME LIBERTAR:
ALGO COMO UMA MALDIÇÃO PARA AFASTAR-ME DA VERDADEIRA FELICIDADE.
NÃO SOU UM BICHO EXÓTICO!"


MALU FREITAS


foto:Pandora - Jules Joseph Lebfvre

sábado, 11 de outubro de 2008

Reequilíbrio


Das Órbitas

Das Zonas Mortais

Das Almas

Só dependerá de mim

O Reequilíbrio

Não desespere, entenda-me

Não me confunda

Dá-me um tempo

Por que se for realmente forte

O que construímos...

Resistirá a tudo e a todos

Minha mente encontrará a tua

Minha alma também

Segue meu sorriso

Que encontrará o seu

Onde quer que vá

Onde eu estiver

Preciso saber o que fazer

Já que sei o que quero

Só não sei como fazer e de que forma fazer

Não quero estragar o “Nós”

Sentindo-me tão ...


"EU"


MALU FREITAS

Foto: Google

EU PODIA...

  • MUDAR TUDO
  • SAIR SEM DESTINO
  • QUEBRAR DOGMAS, SAIR LOUCAMENTE FAZENDO O QUE ME DESSE NA TEIA...
  • DIZER QUE NÃO TE QUERO.
  • FINGIR QUE NÃO TE VI.
  • NÃO VISITAR SUA MENTE, NEM DEIXAR QUE ENTRASSE NA MINHA.
  • TIRAR VOCÊ DA MINHA VIDA
  • OU FAZER TUDO DE NOVO.
  • DIZER NÃO A TUDO OU SIM ALGUMAS COISAS.
MAS PREFERI:
  • VIRAR UMA OSTRA, TENTAR A MISANTROPIA.
  • PARA APENAS LEMBRAR O QUE VIVI.
  • MORDER MEUS LÁBIOS. *TRAVÁ-LOS NOS DENTES, REPRIMINDO MEUS DESEJOS.
  • FICAR NA OSTRA: ESCONDER-ME.
  • CORRER RISCOS, POIS NA OSTRA ESTOU VULNERÁVEL.
  • PARA NUMA MUTAÇÃO ME TRANSFORMAR NUMA:
  • PERÓLA
MALU FREITAS
fotos: Google

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Compasso no descompasso

Temo meus passos
Temo seu abraço
Nada segue um compasso
Que caminha descompassado
Nada espere do que faço
Quando estou em descompasso
Apenas com pouco embaraço
Confesso que faço
Tento acertar o passo
Mais no que faço
Tem um pouco do laço
Que nos une passo-á-passo
E mesmo num descompasso
Sigo enfrente, sem nem pensar no que faço
Só pensando nos nossos passos
Me diz o que faço?

Malu Freitas
fotos:Google