E quando tudo começou...

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Omissão dos Pecados

Não omito os meus pecados, nem meus instintos
Nem ao menos meus anseios e desejos
Me convença que sua mentira é sua maior verdade e tentarei dar-lhes absolvição.
Minha maior crença é na verdade que cada um de nós, resistirá na lealdade aliada ao amor

Sem ela não existe fidelidade e restarão apenas traições e inverdades.

Segue-te sempre seu caminho em verdade consigo em lealdade comigo
E seguirá sempre altivo diante dos meus olhos

Ser leal é diferente de ser fiel
Sou leal, jamais omitiria meus delitos ou intenções, mas jamais prometo ser fiel
Por ser fidelidade o resultado da chama do amor que você mantém acesa em mim
Devemos ser fiéis aos nossos desejos para isso sua chama arde em mim.

Não me importa o tempo, nem a distância dos teus olhos
Nem o toque de seus lábios e nem mesmo a lembrança do seu sorriso
Me importa apenas que sejas inteiro e presente
Nos meus pensamentos, p
ois caso deixes de pensar em ti
Limitarei em apenas dizer-te
Em uma só palavra...

ADEUS MEU AMOR

FOTO: GOOGLE

Nenhum comentário: