E quando tudo começou...

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

CARTA A UM AMIGO NAS TREVAS DO CORAÇÃO...

Procurei caro amigo sua Lua no céu
Não achei, mas se eu vê-la novamente
Com certeza pedirei que escolha
Entre o Céu e a Terra e levar-te com ela
Eu aqui sozinha sob essa lápide fria
Inexistente aos olhos humanos

Como numa criação da minha imaginação
Na crença do amor eterno, muitas vezes vivendo amor incerto
Como uma escrava do amor em meio aos infortúnios a toda sorte
Quero-te feliz e completo junto a sua linda Lua
Tantos momentos serão eternos
Mais nunca pensei que esse poderia ser tão eterno para você.
Sua dedicação eterna em pró de um amor tão inconstante.
Me faz lembrar de mim e meus amores impossíveis
Inconstantes... Mais o que seria um ser que nunca dispara o coração?
Então, prefiro assim, estar e a cada amor me apaixonar até que role a última pedra.
Espero que sua Lua volte a brilhar sempre perto de ti
Ou que outro encanto do mesmo peso ou melhor que o da Lua
Apareça e te faça sorrir, sonhar, escrever mesmo em dias ruins como estes.
Meu Poeta Querido

Chamado: AMOR

MALU FREITAS
FOTO:GOOGLE

Nenhum comentário: