E quando tudo começou...

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Mudanças

















Algo mudou mais o pensamento continua o mesmo.
Conheço-te mais
E mesmo ainda habitando no melhor e no pior que mora em você.
Aqui estou disposta a te entender.
E assim, sigo meu caminho.
Á espera que possas me acompanhar
E se por algum motivo estes caminhos se desviarem
Não terei como evitar
As boas lembranças que irá deixar.

Malu Freitas

terça-feira, 19 de agosto de 2008

O BAILE

Ouvimos sinos e dançamos
Ao som das trevas...
Nos desejamos e nos atraímos pelo desconhecido
Hoje estamos ligados pelos mesmo sons, sentimentos
No baile ficamos tão juntos que parecia que nada existia
Hoje tento pensar por nós.
O que não pode acontecer.
O que não deve existir.
Uma paixão que não deve persistir
Devemos encontrar outros amores
Viver novas emoções
Embora não desejamos, não consigamos
Devemos fazer um esforço
Somos de mundos diferentes
Vivemos em tempo diferentes
Isso é minha tormenta
Meu eterno inferno
Não quero mais viver na incerteza
Me trancarei na escuridão
E viverei meu mundo
Minha vida
E deixar que a sua vida siga
Como deve ser...

COM OUTRO ALGUÉM...
QUE TE ADORE ... TE CURTA...
COMO EU TE CURTO!

Malu Freitas
Foto: Google

A Longa Espera


Demorada será sua volta
E longa a minha espera
Por não ser em tempos reais
Você no seu. Eu na minha.
Tempos diferentes
Como num deslize do Mundo Paralelo
Nos encontramos
E ficamos. Nos visitamos

Porém, isso jamais será eterno
Então, penso...: Preciso encurtar a distância que nos afasta.
Mais contra o tempo não posso lutar
Não sou carne eterna, mas posso ser alma
Um dia se for realmente correto
Este Mundo Paralelo fará o encontro de nossas almas
E a distância não será mais a mesma.
Estaremos com as mesmas idades,
Os mesmos ideais, as mesmas idéias.
Seremos eternos, livres para fazermos o que quisermos
Então, se ainda quiseres sairei na sua busca
Moverei céus e terra atrás de você
Se por acaso não me reconhecer ou esquecer
Darei um jeito de beijar-te...
E saberás quem sou!
Dizem que a distância entre o céu e a terra
O tempo e o espaço faz os mortais esquecerem dos imortais.
Mais eu não esquecerei não esquecerei de ti
E nem você de mim.
Seremos mais uma vez...

ETERNOS

MALU FREITAS
Foto: Google

Um Anjo nas Trevas

Um Anjo das Trevas me seduziu
Levou-me ao Paraíso
Tocou-me, Beijou-me
Não pude evitar
Era algo inusitado, diferente de tudo
Que já tinha vivido ou tudo que pudesse evitar viver
Não quero ficar na Doce Ilusão
Da permanência na Terra da Ilusão,
Na Vida após a Vida
O Anjo me dissera verdades que tinha esquecido
Sobre mim mesma e que seria tudo diferente do que já vivi
Preferi não prestar atenção e sair do Labirinto de Dedálo
Prazeres Eternos, Luzes no Fim do Túnel
Tudo que desejaria viver novamente
Fora bloqueado por mim
Ainda o vejo e sei que ele espera que volte
E caminhe ao seu lado
Não sei o que seria ao certo
Mais não posso continuar...
O Medo de Errar continua...
Prefiro esperar o que o Universo irá nos reservar.

Malu Freitas
Foto:Google

A espera de Salvação

Em busca da Salvação
Dos amigos que se foram
Na Salvação da minha alma e na Salvação das Deles
Tenho a sua em minhas mãos
Por me entender e saber o que busco
A liberdade nunca adquirida
A paz longe á tormenta
Tento salvar-te
Das garras do grande Anjo
Ou me salvar das Dele
Onde pararemos? Em que Umbral?
E a Luz que Ele um dia nos prometeu?
Onde está? Quem trará?
Quero galgar o topo da colina
Olhar para baixo e descer novamente
Para resgatar as almas que faltam
Antes que Ele as veja
E egoísticamente as roube de mim...
E com calma um dia chegarei ao ápice
Te chamarei... Não pros infernos.
Mais para sua Salvação.
Que assim seja sempre...

Malu Freitas

Foto: Google

A Caminho...

Pelas águas encontro o poder
Da Salvação da Alma diante da Matéria
A limpeza fluídica do meu Ser
A renovação da alma
O caminho para as profundezas
Que me seduzem para o reencontro
Com minhas aspirações
Mediunidade, mediunismo
Das águas tenho minhas respostas
Para fazer, o que e como fazer
Das águas fui gerada
E para elas um dia voltarei
E somente deixarei as lembranças
Do que passou
E como uma nereida
Voltar e habitar as águas profundas.

Malu Freitas

Fotos: Google

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

MORDIDA


Poema de Malu Freitas (clique na imagem e leia o poema)
Imagem: Google
Poema dedicado a um amigo que completa a quase todos os meus pensamentos...

METADES EM MIM

MEU CORPO ASSIM COMO MEU CORAÇÃO
DIVIDE-SE EM PARTE E METADES
MAIS TODAS TENTAM TE TRAZER
O MELHOR DE MIM.
TENTO SER TRANSPARENTE
NOS MEUS TERNOS E DOCES SENTIMENTOS
DESEJO QUE O TEMPO OS ENCONTRE
ENSEJO O ENCONTRO
OS VEJO MAIS NÃO POSSO LEVÁ-LOS COMIGO,
MAS A MINHA METADE SEGUE COM ELES.
ENTÃO, NOSSAS MENTES UNIDAS EM DIFERENTES
DISTÂNCIAS REFORÇAM A IDÉIA DE QUE OS AMIGOS
SEMPRE ESTARAM POR PERTO E UNIDOS POR METADES
QUE JUNTAS HABITAM:

"UM SÓ CORAÇÃO"
FOTO:GOOGLE