E quando tudo começou...

domingo, 29 de novembro de 2009





CONCUTIO

Magicus circulus contra
Magicus circulus contra Chaos
Magicus circulus contra Malus
Magicus circulus contra Aequabilitas
Magicus circulus contra Probus
Flamma sagitta. Evoco prodigium
In Lateo sphaera
Magnus effigia
Superus veneficus telum
Lamia attrecto. Adumbro eliciolicitum
Dominatio adstringo. Adlegatio
Alucinor. Veneficium cadus
Animo cadáver. Magis Resolvo
Proprius effigia. Veneficium conversio
Magis Scrying. Mens mentis mundus
Multimodis deperdo murus.
Libertas Vinculum.
Multimodis deperdo sphaera
Dominatio prodigium
Gladius Lux lucis

TRADUÇÃO
AVISO
Inicio do Círculo Mágico
Círculo mágico contra o caos
Círculo mágico contra o mal
Círculo Mágico Contra a Lei
Círculo mágico para o bem
Flecha Flamejante. Invoco O Prodígio
Invisibilidade da Esfera
Na Maior Imagem
Maior Arma Mágica
Língua do Vampiro. Conjuro Sombras
Domino Pessoas. Comando
Alucino. Mágico sonar
Animo Cadáveres. Resolvo Magias
Imagem Permanente. Converto Palavras
Melhor Mágica. Falsos Mundos
Muros Prismáticos.
Libertos Vínculos
Acordo Esfera Prismática.
Domino O Prodígio
Pela Espada da Luz de Lúcifer.

Malu Freitas






quinta-feira, 19 de novembro de 2009

quarta-feira, 11 de novembro de 2009



Oculus animi index
Os olhos são as janelas da alma

Portais do pensamento, desejos, emanações da alma.
Dentro de um olhar...
Capturo almas
Por isso...
Nunca oplhe nos olhos de uma vampira
Ela pode estar capturando
Sua alma
A partir deste momento ...
Ela habitará seu anima
Lendo sua mente, passos:
Habitando seus sonhos.
Ensejando habitar ás dores da sua consciência...
Ao olhar para o lado, algo que a lembra
Estará sempre por perto.

Malu Freitas

terça-feira, 10 de novembro de 2009

LILITH

 LILITH

Quem achas que és?
Julga o próximo
Se acha superior
Acima do Bem e do Mal

Não te enxergas?
Não vês que a trave
Que pôs em teus olhos
não deixas ver
Teus próprios erros?

Honra teu nome
Muda teus hábitos
Aprenda a ver, ouvir e calar.
E mais que isso...
Que a sua consciência
Mostre o que seu inconsciente
que tenta esconder:
Seus maiores defeitos!

Malu Freitas


CRUZADAS
(Cartas de um Vampiro)
Em nome da fé sigo oprimindo o inimigo.
Bravo e combatente espero voltar vivo para casa.
Na certeza de uma razão, mas por ironia do destino,
me encontro num inferno em nome da paz.
Mato em nome de Deus e em nome Dele perco meu amor.
Tudo farei para achá-la nos Umbrais Ocultos dos meus sentimentos.
Aos braços dela voltarei seja na Vida ou na Morte  para todo sempre.
Na dor de um Vampiro a eternidade me levará a ela.
Beberei sua alma e a levarei comigo por toda eternidade.
Amén

Malu Freitas

domingo, 1 de novembro de 2009

No dia em que o homem acorrentou o Diabo




No dia em que o homem acorrentou o Diabo
No dia em que o homem acorrentou o Diabo, esqueceu de se cuidar. O Diabo criado solto, sem destino, viu aquela cara “abobada”, apaixonada com a sua beleza e sua cara de esperto, viu que o homem desejou ser mais esperto.  
Mais não ligou. Deixou!



O Homem por sua vez capturou todo orgulhoso seu Diabo de estimação, com sua linda voz ao pé do ouvido, promessas, desejos, caprichos satisfazendo todos os desejos e até os caprichos do Diabo.
Porém, esqueceu de mantê-los.
Esta figura animalesca de belos dotes quase angelicais não se torna diabo.  
Nasce DIABO! 
Com letras maiúsculas mesmo!
Então, o homem se cansou, usou, usou bastante o Diabo, riu bastante de suas ironias, gracejos e até dos seus inúmeros DEFEITOS achando-os até QUALIDADES...
Enfim, o HOMEM havia conquistado o MUNDO mais não sabia que o Diabo se cansa muito rápido.
Um dia o Diabo acordou meio de “saco – cheio” daqueles excessivos cuidados que beiravam o ciúme ou qualquer outra coisa digamos que o diabo acordou com a “cabeluda”!
Rebelou-se! Enfureceu-se!
 Começou a pensar e decidiu:



FUI!!!
E o Homem “azedou” virou no diabo!
Saiu a procura do Diabo, correu, implorou, esqueceu tudo ao seu redor: parentes, amigos, inimigos, ex-paixões, natureza, melhor  fez... Foi até o fim do mundo.

Esqueceu até de si mesmo!
E lá, no fim do Mundo, nem a luz no fim do túnel ele enxergava.
Eram os Umbrais hoje nada Ocultos... 
Chorou, chorou escondido, depois publicamente. 
Nada adiantou!

Algumas pessoas o viam chorar, lamentar, outros lamentavam junto, houve até quem lamentasse por pena do Homem e do Diabo e enquanto consolava um fazia o mesmo com o outro. 
Algo meio termo, emcima do muro. 
Na verdade estes é que não tinham mesmo nenhuma opinião formada sobre o assunto.
E teve àqueles que se calaram diante do hediondo fato.

“Que cala consente” – dizem. Será? 
O melhor mesmo fizeram àqueles que apenas tentaram mandar boas energias para aquelas duas criaturas dignas de socorro, absolvição e perdão.
Afinal, o homem era fraco e subestimou a sua própria antiga imagem

O Diabo!



O homem só esqueceu de que naquele momento o Diabo se escondia na pele de uma Mulher!
Poderia ter se escondido na pele do DINHEIRO, LÚXURIA, DROGAS, mas estava escondido na criatura mais sublime de todas as criaturas – A Mulher!

Se tivesse tratado-a como Mulher não teria visto o quanto ela seria diabólica. 
A Mulher não se acorrenta se conquista e a mantém viva ao seu lado. O mesmo é o Homem. 
Quando o achamos lindos até quando acordam nas nossas mentes femininas digamos erroneamente que precisamos acorrentá-los... 
Seres Humanos jamais são acorrentados, presos, viciados em um tipo de relacionamento dependente. 
Todos nós precisamos respirar. 
Tratar nossas dependências, pendências. 
Ele não será o primeiro, nem o último dos homens a passar por isso.  
As obsessões geram tendências absurdas.
Exorcize suas vontades!

Não existem Anjos, nem Demônios!

O que existe é um Livre-Arbítrio que dão aos seres humanos o poder de escolher ou não o que deseja fazer.

Malu Freitas