E quando tudo começou...

sábado, 25 de julho de 2009

Mensagem a minha mãe 26/11/30 + 24/07/09

A minha mãe que faleceu no dia 24/07/09.
Foram as lágrimas e ficam as lembranças de uma mulher guerreira cheia de energia, luz e muito amor pelos filhos, netos e bisneta.
Deixa um legado de valores que jamais outro alguém me ensinaria.
Te amo minha mãe!
Ass: Sua filha "A Eternidade!"
Malu Freitas

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Maldição de Lucian


Maldição de Lucian
Como uma maldição se instalastes em minh´alma
Com seu poder supremo roubastes meu corpo humano
A Lua Cheia minha amiga me transforma neste monstro que sou.
E perco o direito de sonhar, de te ter pois, corro o risco de machucá-la
Com minhas atitudes animalescas.
Agora só me resta fugir de mim mesmo.
Da  minha maldição e mais uma vez sem poder amá-la...
Escondo-me pela eternidade!


Malu Freitas


Em adoração ao filme Anjos da Noite III

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Lágrimas

Lágrimas... Este verso de um poema antigo meu, dedico ao amigo Marcos que carinhosamente o chamamos de "MacLeod"(do filme Highlander).
Companheiro de longas, grande músico que morou 2 anos em Salvador.
Encantou á todos com seu sorriso e seu humor fantástico.
Somente hoje após 72hs horas de sua morte fico sabendo e em desculpas dedico este poema a ele.
Sim! Guerreiro agora tu és imortal!
MALU FREITAS

sábado, 18 de julho de 2009

O Sono dos Amantes




O Sono dos Amantes
Deitei nos braços do amor
Onde morre a eternidade
Dos nossos sonhos
Despedimos-nos dos interesses do Mundo.

A dor já não mais existe
Os prantos cessaram
Em meus seios
Dormistes já que amado és.

Durma Romeu
O sono dos justos
Que descansarei
Ao seu lado eternamente

Eternizado será
Em minha memória
Em meus pensamentos
Na certeza de que
Fui e serei para sempre:

SUA

Malu Freitas

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Desde El Umbral

Desde El Umbral

Mi Venus de marfil te agrietas
Por las crueles cinceladas de la vida.
El fuego de la pasiãn ha muerto,
Y sus cenizas se enredaron en tu pelo.

"Y me oyes desde lejos, y mi voz no te alcanza;
dÂjame que me calle con el silencio tuyo"

Yo me voy, estoy triste; pero siempre estoy triste,
vengo desde tus brazos, no se hacia donde voy"

Desde el umbral a la luz miro el tr¡gico jard­n de nuestra existencia,
Y te observo mi ¡rbol ajado, sufrir los azotes del constante otoao
En cada hoja se va un recuerdo; la desmemoria cabalga sobre el viento,
En cada fruto un dolor, que se alejà flotando en agua de lluvia.

"Y me oyes desde lejos, y mi voz no te alcanza;
dejame que me calle con el silencio tuyo"

"Yo me voy, estoy triste; pero siempre estoy triste,
vengo desde tus brazos, no se hacia donde voy."

Compositor(es): Claudio B. M: Claudio B. And Claudio C.]
fonte:http://vagalume.uol.com.br/poema-arcanus/desde-el-umbral.html

DISCOGRAFIA
Arcane XIII (1999)
.
01. Nocturnal Blossom
02. Latent Eclipse
03. Consummatum Est
04. Vastness
05. Essence
06. Female Poison
07. Timeless Sands
08. R´lyeh
09. Ensoñación
10. Isolation
11. Winds of July
12. Desde el Umbral

Download: http://rapidshare.com/files/8790279/Arcane_XIII.rar.html
Iconoclast (2002)
.
1.Walls?
2.The Crawling Mirrors
3.Elegia
4.Chaman
5.Elixir
6.Iconoclast
7.She Burns Us
8.Rite
9.Distances
10.Impressions
11.Desintegración
12.Burnt
13.And Thou Shall Obey

Download: Parte 1: http://ifolder.ru/1026595
Parte 2: http://ifolder.ru/1026636

Telluric Manifesto (2005)
.
01. Dreamsectary
02. Circos
03. Nihil
04. Sadim
05. Absinthe
06. 51% Dead
07. Promised Light
08. Stone And Magma
09. Us

Download: http://rapidshare.com/files/51302509/Poema_Arcanus_-_Telluric_Manifesto__2005_.rar
FONTE: ORKUT
http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=91394771&tid=5352387853471514924&start=1

Poema Arcanvs é uma banda chilena de Doom/Death metal com notável influência de Metal Progressivo. Membros:

Claudio Carrasco - Vocals
Igor Leiva - Guitars
Luis E. Moya D. - Drums
Juan Pablo Vallejos Rojas - Bass

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Heresia


HERESIA


Na minha heresia
Mordi sua carne santa
Que como uma hóstia derreteu em sangue
E num passe de mágica
Adentrei sua Casa Santa
Honrando Meu Clã Brujah


Na minha loucura
Esquecia que ali jazia um corpo inocente
Em meus braços


Então, eternizei-a
Mostrando Minha Face Oculta
Deixando-a entorpecida
E agora...

SEDENTA!











quinta-feira, 2 de julho de 2009

ANJO PERDIDO

 
ANJO PERDIDO

Entre pensamentos e atos
A dor não mais existe
Não quero sair daqui
Minha eternidade
Me torna cada vez mais distante de ti
A cada momento me afasto de tudo
e dos outros que tentam levar minha alma.
Minha paz é preservada no "Meu Mundo"
Onde vivo na solidão poética imortal
Minha arte me sustenta
Me possui, me ilude por horas...

Arte que atraem mortais, que como eu compartilham sua solidão comigo
entre os obituários, almas perdidas que me seguem naquele mundo frio e insane dos ...
Umbrais Ocultos