E quando tudo começou...

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Heresia


HERESIA


Na minha heresia
Mordi sua carne santa
Que como uma hóstia derreteu em sangue
E num passe de mágica
Adentrei sua Casa Santa
Honrando Meu Clã Brujah


Na minha loucura
Esquecia que ali jazia um corpo inocente
Em meus braços


Então, eternizei-a
Mostrando Minha Face Oculta
Deixando-a entorpecida
E agora...

SEDENTA!











2 comentários:

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

sim, um poema de magia, vampirismo e sedução.

ritmo perfeito.

Blog Suicide Virgin

♠J. کchmid♠ disse...

heresia, adorei msm, o texto está ótimo e eu adorei tbm a imagem, lembrou a "Entrevista com o vampiro"
Até
Blog Man in the Box