E quando tudo começou...

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Maldição de Lucian


Maldição de Lucian
Como uma maldição se instalastes em minh´alma
Com seu poder supremo roubastes meu corpo humano
A Lua Cheia minha amiga me transforma neste monstro que sou.
E perco o direito de sonhar, de te ter pois, corro o risco de machucá-la
Com minhas atitudes animalescas.
Agora só me resta fugir de mim mesmo.
Da  minha maldição e mais uma vez sem poder amá-la...
Escondo-me pela eternidade!


Malu Freitas


Em adoração ao filme Anjos da Noite III

Um comentário:

Davi Machado disse...

Então... esse filme é demais!
lindo poema, romântico até, adorei!

beijos