E quando tudo começou...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Amor X Sexo

Me roubastes para ti
Numa fúria vísceral
Tendo-me de muitas formas
Conheceste meu Sexo
Nunca viu meu Amor
Se repreende pelos prazeres da carne
E pede perdão a Deus
Por ter deitado com a Jezebel
A versão femina do Diabo
Sim, tenho o Diabo na carne
E o amor incondicional no coração
Amo e desprezo
Quem numa atitude desenfreada me despreza
Tenho meus defeitos
Mais também minhas qualidades
Que só viu no começo para que servisse de degrau
Para sua lúxuria em ver-me desnudada em meus sentimentos por ti
A mulher fria que se debulha de amores e palavras
Foi dominada, domada, exibida como uma peça rara
Que o dominador exibiu á todos como uma conquista
Do seu nobre Ego
E que poderia se desfazer a qualquer momento
Como a jóia que um dia tentou me devolver
Mais deixastes cair no chão.

Malu Freitas
Fotos: Google

Nenhum comentário: