E quando tudo começou...

terça-feira, 14 de outubro de 2008

A Andarilha Solitária

Como uma andarilha solitária
Em busca do meu prometido
Vago nas noites em busca do meu sangue perdido
Sentindo seu perfume
Seus passos pela noite eterna
A procura dos teus beijos profundos
Seu toque
Minha cura, sede, fome
O pescoço clama pela sua visita
Minh´Alma anseia seus cuidados de Mestre
Oh! Doce Mestre das Noites
Apareça ao ocaso sol e ao nascer da noite
Onde mora Lua Cheia dos andarilhos
Meu Ser Eterno...
Sentirei sua presença a cada pensamento
E a cada pensamento seu...O Meu
Minha Presença na busca da noite perfeita
Para a Andarilha Solitária

Malu Freitas

Foto:http://www.spectrumgothic.com.br/home.htm

Nenhum comentário: