E quando tudo começou...

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Senhora das Trevas


Te osculei mentalmente
Num beijo de momento
Chegastes numa noite
Em sonho causando confusão
Roubastes minha razão
Não queria que fosse assim

Tão indiferente, tão fulgaz
Mas foi...
O beijo do Lycan ou
Sr. das Trevas que espero ardente
Embora talvez ele não desejasse...
Penso na mordida voraz
Não temo a loucura da paixão
O desprezo do seu ócio
Seu mau humor.
Quero tua boca na minha
Teu corpo no meu
Teu cheiro animal na minha pele
Que me dará no ato da mordida
Vida eterna que corre no meu sangue
Paixão noturna
Tudo sem medidas, sem limites para viciar.
Sr. das Trevas quero contigo me transformar
Na vida eterna perpetuar.

Malu Freitas
Fonte: Google

Nenhum comentário: