E quando tudo começou...

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Criador e Criatura



Criador e Criatura

Como nobre que sou
Faço das minhas noites
Minhas vestes em recantos boêmios
Escondo-me entre os escombros
Da minha própria alma
Bebo da alma dos mortais
Ouço o som da noite
E acordo os espíritos mais insolentes

Acordarás alma
Que dorme na eternidade
Sono eterno dos justos
Cárcere dos injustos
Masmorra dos miseráveis
E encaminharei-os aos Umbrais Ocultos
Por toda eternidade

Oh! Minha doce alma
De livre pensador que sou!
Seu criador e criatura
E como servo de mim mesmo
Acordarei e mostrarei
Á todos minha verdadeira face

Malu Freitas


Fotos: Imagem gentilmente cedida por Yuri Augusto (headbanguer mais engraçado, curtidor das noites da galera rocker. Um livre pensador.)* Gary Oldman ator: Qualquer semelhança é mera coincidência...rsrrs.

Um comentário:

Phelipe Martins disse...

Adorei seu poema xD valeu por comentar meu blog, já tah add na minha lista de blogs legais!!! é bom encontrar "poetas malditos" porai, lemos seus contos enquanto bebemos das almas dos pobres mortais =D

beijão ;**