E quando tudo começou...

domingo, 9 de novembro de 2008

Como numa viagem...


Tudo sempre será diferente.
O primeiro encontro será sempre o primeiro
Com uma doce sensação de procura pelo desconhecido
No quase já conhecido.
Parece não ser aquele que queria
Mais o novo que desejavas
Em um ser que percorre
Lábios aventurando-se a outro
Duas bocas na busca de se entenderem
Se desvendarem.

A diferença é brutal
Por um minuto esqueço o passado
Por um segundo aquele já não existe mais.
Por horas mesmo insistindo em aparecer
O fantasma vai sendo apagado.
Talvez este tenha um gosto de eterno ou talvez sejas apenas furtivo
Só o tempo e a química dirá.
Sempre quando ambos gostam
Não querem mais parar

E assim, se dá a mágica do beijo
O cheiro, o aperto, esticar dos cabelos.
Nada será igual mais sempre será sedutor
Diferente e o mais interessante:
Apaixonante!

Malu Freitas

Foto: Pessoal

Nenhum comentário: