E quando tudo começou...

terça-feira, 15 de junho de 2010

Quando a Saudade bater... Escreva!



Quando te vi de novo
Quando não pude entender
Quando te aniquilei da minha vida 
Quando procurei você do meu lado
Quando não te achei ...Meu Amigo
Só achei os restos de uma amizade que amava
Nos rastros dos teus passos
De um local ermo, claro, inóspito, frio.
E ao te encontrar solto numa noite fria
Vi que sentia a falta da tua presença
Mesmo tendo uma presença tão quente ao meu lado


E assim, o tempo passou e mesmo num perto longe
A espada que desferiu contra minha alma
Ainda fere com lembranças e indignação.
Almas que dispersas fingem não sentir nada.
E meu grito mudo de agonia
Salta a frente dos teus negros e vivos olhos.
Que parecem como os meus
Nada sentir.
Adeus


Malu Freitas

2 comentários:

Agoc disse...

"Adorei!
Nossa senti como se as palavras ditas ai fosse todas direcionadas a mim!
Muito lindo! ♥
quem escreve com a alma e o coração descreve os mais diferentes sentimentos sem a menor dificuldade descobrindo sem querer descobrir aferida ou a felicidade dos outros...

Artemis Ephesus disse...

Gostei :)

http://wix.com/immaginarium/artemisephesus

Passa por lá. Estão meus poemas também.