E quando tudo começou...

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Morto Jardim

Morto Jardim


Cheiro a flor que retirei do seu morto jardim.
Nele sinto o cheiro da dor.
Nas últimas gotas que escorrem pela boca seca o sabor das últimas lágrimas que derramastes.
Fico absorta em meus pensamentos.
A procura de respostas que te tragam a mim.

Malu Freitas

Um comentário: