E quando tudo começou...

sábado, 4 de abril de 2009

MEU IMPRESCINDÍVEL

Um comentário:

Cláudia Campello disse...

e me chamam no over de POETA MALDITA DO SEC XXI......HAHAHAH
eles nao conhecem Malu Freitas ????

demais esse poema.......demais.
um silencio que estupra a solidao.....eu diria de novo, rs.

mulher....vc é demais.

bjsss;)