E quando tudo começou...

sábado, 21 de fevereiro de 2009

POEMAS QUE MATAM CUPIDO


UM DESABAFO DE POETISA...
MUITOS NAMOROS JÁ PERDI, POR CAUSA DA MINHA ESCRITA, DOS MEUS POEMAS, DO MEU HÁBITO DE PRESENTEÁ-LOS AOS QUE ADMIRO E GOSTO.
NEM SEMPRE NÓS POETISAS E POETAS ESTAMOS ESCREVENDO Á REALIDADE E SIM, O LÚDICO, OS SONHOS, TALVEZ NOSSOS DESEJOS.
MAIS SOMOS SEMPRE JULGADOS PELO QUE ESCREVEMOS E NUNCA PELO QUE SOMOS!
QUE PENA!

Um comentário:

veronica pinheiro vasconcellos disse...

Isso tambem ocorre comigo