E quando tudo começou...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Carta ao seu Amor pela minha Alma

Carta ao seu Amor pela minha Alma

Penso que ao descobrir-te
Vi seu rosto escondido
Sob suas vestes naturais
Apaixonei-me de pronto
E tu apaixonastes
Pela minha Alma.
Meu sentimento mais sincero, meus dons...
Meu talento, meu viver
Conquistei-o pela Força da Alma
Assim como, conquistou-me pelo seu Amor
Sua beleza que traduz sua Alma
Enfim, agora quero poder
Reviver tudo que perdi.
Seria difícil após tanto tempo?
Conseguir do Deus dos Deuses
O alívio da minha pena, o dom...
O dom do seu perdão?
Se tudo que quis foi apenas ver meu amor?
Totalmente sem máscaras, sem noites?
Eros ver-te, foi estar entre nuvens.
Ouvir-te, foi ouvir clarins
Ser tocada por ti, foi um sonho.
Minha ambição quis ir mais além
Tive a ti perto de mim
Mais não te via. Depois desejei o impossível
Ver sua oculta beleza ou o responsável
Que com seu Amor invadiu minha Alma
Pelo meu amor fui vítima da minha loucura e obsessão.
Agora desço ao Inferno de Hades
Enfrento os horrores das trevas da minha consciência
E aprisionada aqui estou
Salve-me Eros se realmente me amas
Confiarei no teu Amor
Esperarei o alívio da minha pena
Ou minha Imortalidade
Por Zeus Deus dos Deuses
Pela sua compaixão.

Sua doce...
Psiquê

Malu Freitas

P.S:Uma homenagem aos mitos de Eros e Psiquê e sua linda história de amor. Fotos:Google.

Nenhum comentário: