E quando tudo começou...

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Receber e dar...Abraços poéticos

Abraços Poéticos

Nada tenho pra te dar
Apenas meus versos
Que nunca serão vãos
Tenho apenas minhas doces palavras
Meu caminho solto e livre
Sempre pelas palavras
Com elas brinco, digo o que acho
E o que meu coração permite.
Talvez, venha ferir-te...
Mais jamais será minha intenção.

Abraços de amor
De paixão, compreensão
Sou uma poetisa pobre
Só tenho palavras
E um coração para te dar
Já casei por amor
Nunca por dinheiro
Já abraçei para acalentar
Já me pediram um abraço...

Darei somente se for sincero
Por que amo que faço
E sempre quando abraço com meus poemas
É alguém ou algo que me toca realmente
Pela força dos sentimentos
Pela natureza pura deles.
Sempre. Sem maldade.
Meus abraços são sinceros e puros.

Tenho o dom de sentir pelo abraço
Se teu coração chora a dor de um amor perdido
Ou se apenas chora pelo alívio de ter perdido um amor
Seja ele falso ou enganador.
Mais cada abraço das letras segue uma ética
A de deixar-te livre com sua consciência
E assim, parto para ti.
E te dou meu ...

ABRAÇO POÉTICO

MALU FREITAS

Foto Google


Nenhum comentário: